Policia

Seis integrantes de grupo criminoso especializado em cobranças são presos em Porto Alegre do Norte

Os presos que são suspeitos de integrar uma verdadeira máfia de cobrança de dívidas foram autuados em flagrante

01/04/2024 08h54 | Atualizada em 03/04/2024 09h08

PUBLICIDADE

Seis pessoas suspeitas de integrar uma associação criminosa voltada para cobrança de dívidas nos estados de Mato Grosso, Tocantins e Goiás foram presas em flagrante, na segunda-feira (25.03), em uma ação conjunta da Polícia Civil, por meio da Delegacia de Porto Alegre do Norte e Polícia Militar.

Os presos que são suspeitos de integrar uma verdadeira máfia de cobrança de dívidas foram autuados em flagrante pelo crime de constrangimento ilegal. Os suspeitos responderão em inquérito policial por constrangimento ilegal e associação criminosa. A ação resultou na apreensão de dois veículos utilizados pelo grupo criminoso e de um contrato de cobrança no valor superior a R$ 2,8 milhões.

As investigações iniciaram após uma vítima procurar a Polícia, relatando que havia acabado de ser ameaçado pela segunda vez no mesmo dia em razão de uma dívida. Segundo informações, quatro suspeitos em um veículo SW4 chegaram em sua propriedade e começaram a cobrar a dívida decorrente de algum tempo.

No período da tarde, os suspeitos, desta vez em seis pessoas, retornaram ao local em dois veículos (SW4 e Jeep Renegade) ameaçando a vítima e novamente cobrando a dívida, dizendo que se não pagassem até o final do dia colocariam fogo na propriedade. A vítima relatou que foi possível perceber que havia diversas armas no interior dos veículos.

Com base nas informações passadas pela vítima, imediatamente foram iniciadas as diligências para localizar os suspeitos, conseguindo abordar o veículo SW4, com três dos envolvidos. Questionados, eles confessaram que foram duas vezes até a propriedade, porém negaram as ameaças praticadas contra a vítima.

Com informações de que os demais integrantes do grupo estavam em um hotel em Confresa, os policiais foram até o local, onde o veículo Jeep Renegade e os suspeitos foram localizados. Com eles foi apreendido um contrato de prestação de serviços e cobranças no valor de mais de R$ 2,8 milhões.

Em checagem no sistema, foi possível verificar que todos os suspeitos possuíam passagens anteriores pelas mesmas práticas, que envolvem ameaça, constrangimento ilegal e cobranças mediante violência, nos estados de Mato Grosso, Tocantins e Goiás. Após serem interrogados, o delegado Denis Cardoso de Brito lavrou o flagrante contra os suspeitos.

FONTE: Eldorado FM com Assessoria

PUBLICIDADE