Curiosidades

Frigoríficos de Mato Grosso são suspeitos de usarem estratégias para reduzir a cotação do preço da arroba de carne

De acordo com o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) o preço da arroba de carne está em baixa no Estado.

12/08/2022 12h33 | Atualizada em 12/08/2022 18h52

PUBLICIDADE

Por meio de uma ‘Nota Pública’, a Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) manifestou preocupação com o atual momento pelo qual passa a pecuária mato-grossense, principalmente em relação ao abate feito pelos grandes frigoríficos. “Estes vêm rotineiramente alongando suas escalas, determinando férias coletivas e até o fechamento de muitas plantas, sendo várias delas únicas em suas regiões”, denuncia a entidade que representa os criadores de Mato Grosso.

Ainda conforme a Acrimat, “essa situação tem promovido transtornos e prejuízos incalculáveis aos produtores, principalmente os registrados nos últimos dias quando, coincidentemente, os frigoríficos promoveram quase que simultaneamente a extensão de suas escalas, baixando os valores da arroba do boi”. Com o alongamento ou extensão das escalas de abate, os frigoríficos vão menos ao mercado para comprar gado. Com a falta de movimentação, a oferta supera a demanda e os preços são deflacionados, afetando as cotações do boi gordo ou da vaca.

“Sabemos da situação econômica pela qual passa a população brasileira, com perda de poder aquisitivo, mas acreditamos que muitas ações podem ser realizadas, inclusive pelo governo de Mato Grosso, por meio da redução temporária das alíquotas do Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias (ICMS)”, sugere a entidade.

De acordo com acompanhamento semanal do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), a arroba de carne está em baixa no Estado. Na semana passada a oferta de bovinos seguiu mais aquecida na última semana e, com isso, o indicador da arroba do boi gordo registrou queda de 0,45% ante a semana anterior. No mesmo cenário dos machos, as fêmeas também seguiram com queda nas cotações e a arroba ficou na média de R$ 264,08.

FONTE: Eldorado FM com Diário de Cuiaba

PUBLICIDADE