Curiosidades

Em audiência, Ministro dos Transportes garante que conclusão das BRs 158 e 242 e da Ferrogrão são prioridade da pasta

O anúncio do ministro foi feito durante audiência pública conjunta das comissões de Infraestrutura e Desenvolvimento Regional

21/03/2023 18h13 | Atualizada em 22/03/2023 10h46

PUBLICIDADE

O ministro dos Transportes, Renan Filho, assegurou que o governo federal trabalha para viabilizar as obras de pavimentação das rodovias BR-158 com trechos em Mato Grosso e no Pará e a BR 242 em Mato Grosso, e também na implantação da ligação ferroviária entre Sinop (480 km de Cuiabá) e Miritituba, no Pará.

Conforme o ministro, o governo atua para vencer os desafios ambientais e avançar nas obras. O anúncio do ministro foi feito durante audiência pública conjunta das comissões de Infraestrutura e Desenvolvimento Regional, ao ser questionado pelo senador Jayme Campos (União). “Agora está consagrada a tão sonhada 158 e também a 242”, comemorou Jayme Campos.

A BR-158, em seu traçado original, adentrou à TI Marãiwatsédé, dos Xavantes, criada posteriormente à implantação da estrada. Em 2019, o Ministério Público Federal pediu à Justiça a suspensão do uso da via e requereu que o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) se abstivesse de emitir licença ambiental quanto ao trajeto. Diante disso, o governo decidiu por um contorno de 190 Km para que a pista não passasse pela reserva. A previsão era de que as obras fossem iniciadas em 2022, mas o projeto não avançou.  

Renan Filho disse que os projetos de infraestrutura apresentados pelo senador mato-grossense e que o Estado de Mato Grosso clama por uma solução “são fundamentais” para o Brasil. Ele enfatizou que no caso das rodovias, são trechos relativamente pequenos, mas que impactam diretamente no escoamento da produção de grãos. Recentemente, o Ministério dos Transportes liberou R$ 370 milhões já para ações nas BRs-158 e 242.

Este ano, o Ministério dos Transportes deverá aplicar este ano cerca de R$ 1 bilhão em Mato Grosso. Ao todo, serão R$ 502 milhões para manutenção das estradas, e R$ 493 milhões para obras de construção e adequação viária. “Com isso – frisou o senador – nós estaremos melhorando não só as rodovias que estão pavimentadas, mas, sobretudo, investimentos novos para melhorar a nossa infraestrutura” – destacou.

Jayme Campos lembrou ao ministro dos Transportes que Mato Grosso carece de infraestrutura para escoamento da produção de grãos ao destacar que o Estado é o hoje o terceiro maior produtor de grãos do mundo. “O primeiro maior produtor são os Estados Unidos, o segundo o Brasil, e o terceiro Mato Grosso – assinalou. Passamos a Argentina”

Confiante na melhoria da infraestrutura, Jayme Campos também comemorou o fato de o Senado ter definido por apreciar o projeto de lei 2159/2021, que deve trazer regras mais flexíveis para o licenciamento ambiental. O projeto será relatado pela senadora Tereza Cristina. “Nós temos que destravar o Brasil, fazer com que este pais volte a ter seus investimentos. Falar em estrada é falar em desenvolvimento” – ele frisou.

FONTE: Redao de Jornalismo da Eldorado FM

PUBLICIDADE