PUBLICIDADE
REPERCUSSÃO

Parlamentares repudiam ataque de Barbudo a bispo falecido: “dá vontade de vomitar”

A revolta aconteceu em uma reunião da Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

17/08/2020 22h16 | Atualizada em 18/08/2020 08h54 1 comentario

Os deputados estaduais Dr. Eugênio (PSB), Dr. Gimenez (PV) e Lúdio Cabral (PT) repudiaram a fala do deputado federal Nelson Barbudo (PSL) a respeito do bispo emérito Dom Pedro Casaldáliga. A revolta aconteceu em uma reunião da Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social da Assembleia Legislativa de Mato Grosso nesta segunda-feira (17).

No final de semana, Barbudo disse que Casaldáliga havia “desencarnado direto para o inferno”, e que não respeitava “comunistas”, além de uma série de outras ofensas ao bispo, que faleceu, aos 92 anos, no último dia 8 de agosto.

“Podemos gostar ou não da ideologia do Dom Pedro. É um direito nosso, mas a forma como foi colocada a opinião do deputado agrediu todos nós do Araguaia, agrediu toda a comunidade católica de Mato Grosso e acredito que todos os cristãos se sentiram agredidos pela forma covarde como ele falou. Esse deputado está em um ostracismo político tão grande que usou desse artifício para ganhar notoriedade. Fica aqui o meu repúdio e a minha indignação como representante do vale do Araguaia a esse parlamentar e espero que a Assembleia Legislativa e os sete deputados federais de Mato Grosso se unam em um coro único contra esse cidadão que diz representar o Vale do Araguaia”, declarou Dr. Eugênio na reunião.

Os parlamentares, agora, querem propor uma moção de repúdio ao deputado federal. “Dá vontade de vomitar e nem tratar desse tipo de assunto, mas não podemos nos silenciar diante do tamanho da agressão. Pedro Casaldáliga era um símbolo, tinha uma mente que conseguia explicitar as contradições e desigualdade do nosso mundo e não merece ser atacado depois de morto de uma forma tão covarde por um deputado federal”, afirmou Lúdio.

“Essa moção de repúdio tem o meu apoio. Precisamos lembrar que não foi tanto o tamanho, mas a qualidade da agressão vinda de um representante de Mato Grosso. Ofendeu toda a comunidade católica. Dom Pedro não merece isso”, completou Dr. Gimenez.

FONTE: Olhar Direto/Isabela Mercuri

1 COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  1. repudiaram por que são tudo esquerdopata e não estão nem aí pros eleitores........

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE