PUBLICIDADE Supermercado Vendão
AUDIÊNCIA PÚBLICA

Audiência na ALMT deve discutir fechamento de 16 delegacias por falta de efetivo

Segundo o estado, as unidades apresentam baixo índice de produtividade e registro de ocorrências.

14/03/2019 09h10 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Audiência na ALMT deve discutir fechamento de 16 delegacias por falta de efetivo

Karen Malagoli/ ALMT

Uma audiência pública deve ser realizada na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) para discutir o fechamento de 16 delegacias, anunciado pelo governo por falta de efetivo. A discussão acontece na próxima sexta-feira (15), às 9h, no Auditório Milton Figueiredo.

Na semana passada, o governo anunciou o fechamento das unidades.

Segundo o estado, as unidades que terão as atividades suspensas apresentam baixo índice de produtividade e registro de ocorrências policiais. A medida já havia sido cogitada pelo governador Mauro Mendes (DEM) para a redução de gastos.

Serão desativadas as delegacias dos seguintes municípios:

Luciara

Novo Santo Antônio

Alto Paraguai

Nova Marilândia

Santo Afonso

Nova Lacerda

Bom Jesus do Araguaia

Ponte Branca

São José do Povo

Tesouro

Carlinda

Castanheira

União do Sul

Acorizal

Jangada

Nossa Senhora do Livramento

Os 46 policiais que atuam nessas delegacias serão remanejados para reforçar unidades de cidades mais próximas, que passarão a atender a eventuais demandas das delegacias fechadas.

Conforme o estado, a suspensão das atividades das delegacias foi aprovada pelo Conselho Superior de Polícia e tem o respaldo da Secretaria de Estado de Segurança Pública e do Governo do Estado.

Foi feito um estudo técnico que considerou a necessidade de suspensão das atividades dessas delegacias em razão de não apresentarem atendimento eficiente à sociedade, serem mantidas com média de dois a três policiais e gerarem custo financeiro anual de mais de R$ 840 mil - com aluguéis de prédios, energia elétrica e viaturas locadas.

FONTE: G1 MT

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE