PUBLICIDADE Supermercado Vendão
REPASSES DO GOVERNO

Max Russi e prefeita cobram repasses para hospitais de São Félix do Araguaia e Barra do Garças

De acordo com a prefeita Janailza, em termos de valores, só para o Hospital de São Félix do Araguaia são R$ 250 mil.

14/03/2019 09h05 | Atualizada em 14/03/2019 09h08

Max Russi e prefeita cobram repasses para hospitais de São Félix do Araguaia e Barra do Garças

Reprodução

O primeiro secretário da Assembleia Legislativa, o deputado Max Russi, e a prefeita de São Félix do Araguaia, Janailza Taveira, se reuniram nessa terça-feira (12) com o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Dentre as pautas, a busca de informações referentes aos repasses do governo do estado, relacionados a procedimentos de média e alta complexidade, tanto para o hospital do município, quanto o de Barra do Garças, interrompidos desde o ano passado. Figueiredo explicou que aguarda a liberação de recursos da Secretaria de Fazenda de Mato Grosso (Sefaz-MT).

De acordo com a prefeita Janailza, em termos de valores, só para o Hospital de São Félix do Araguaia são R$ 250 mil que deixaram de ser repassados mensalmente, desde janeiro de 2019.

"Estamos aqui para buscar uma resposta, junto ao secretário, para que esse problema seja logo solucionado. Estaremos acompanhando", justificou a prefeita.

Em relação a Barra do Garças, conforme a secretária municipal de Saúde, Clenia Monteiro Silva, o município deixou de contar com mais de R$ 400 mil em recursos estaduais destinados ao pronto socorro, isso desde outubro passado.

Segundo a secretária, lá são atendidos 8 municípios, que estão pactuados. Só para se ter uma ideia, em 2018 a unidade registrou 13.822 internações, 2571 cirurgias, 50.989 exames laboratoriais, 6014 raios x, 1440 partos, 2520 ultrassonografias e 1532 eletrocardiogramas. "Estamos trabalhando apenas com recursos próprios, para realizarmos todos os atendimentos necessários", destacou.

Para o deputado Max Russi, ambos os hospitais são de extrema importância para a região, que compreende o Araguaia. Ele afirma que está acompanhando e reforçando as cobranças, junto a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT). "Estamos otimistas e esperamos que esses repasses logo sejam retomados. Vou acompanhar tudo e reforçar essa necessidade para a Saúde de nosso estado, pois a nossa população é quem mais precisa", assegurou.

FONTE: Semana 7

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE