PUBLICIDADE Supermercado Vendão
BRASÍLIA

De olho em votos para reforma da Previdência, Temer alivia dívida de municípios e ruralistas

Uma vez que, admitem auxiliares próximos, o governo ainda não tem os 308 votos necessários para aprovar a proposta.

17/05/2017 07h50 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

De olho em votos para reforma da Previdência, Temer alivia dívida de municípios e ruralistas

Ilustrativa

O presidente Michel Temer começou uma ofensiva para garantir apoio de prefeitos e do setor agropecuário à reforma da Previdência, de olho no plenário da Câmara dos Deputados, uma vez que, admitem auxiliares próximos, o governo ainda não tem os 308 votos necessários para aprovar a proposta.

Temer assinou nesta terça-feira medida provisória autorizando o parcelamento em 200 vezes dos débitos dos municípios e Estados com o INSS, com desconto de 25 por cento nos encargos das dívidas, 25 por cento das multas e 80 por cento dos juros.

De acordo com uma fonte do Tesouro, que pediu anonimato, não há impacto fiscal com a medida porque o governo já não esperava receber pagamento das dívidas das prefeituras.

Em troca do alívio aos prefeitos, Temer garantiu, durante a abertura da 20ª Marcha dos Prefeitos, a declaração de apoio à reforma da Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

Temer também deve assinar nos próximos dias outra medida provisória, dessa vez para reduzir a alíquota paga nos parcelamentos por produtores rurais referente ao Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural). Entre outros objetivos, a medida visa garantir a simpatia da bancada ruralista no Congresso à reforma previdenciária.

FONTE: MT Via Rádio/Enéas Jacobina

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE