PUBLICIDADE Supermercado Vendão
DO LADO DE CÁ!

Janaina grava vídeo e reafirma compromisso com servidores

Deputada diz que vai manter posição como fez na gestão de Pedro Taques.

09/01/2019 09h51 | Atualizada em 09/01/2019 09h55

Janaina grava vídeo e reafirma compromisso com servidores

Reprodução

PUBLICIDADE Skynet

Ao anuncio do escalonamento do salário de dezembro e o parcelamento do décimo terceiro, ambos relacionados à gestão de Pedro Taques, pelo atual governador Mauro Mendes criou um grande atrito com os quase 100 mil servidores públicos estaduais. Diante a situação vários deputados de oposição e situação estão sendo cobrados a se posicionar.

A deputada estadual, Janaina Riva (MDB), reeleita com mais de 50 mil votos, gravou um vídeo na tarde de hoje (8), e reafirmou seu compromisso de defender os servidores como fizera na gestão de Pedro Taques. No vídeo diz, que havia pedido um prazo para o “governador que tinha apenas dois de dias governo”, e pede a confiança dos servidores, pois vem recebendo críticas segundo ela, desnecessária. Janaina reafirma que fará o mesmo trabalho como fez na gestão passada.

No vídeo ela diz; "Na vida às vezes a gente perde algumas coisas, mas a coerência é algo que não podemos perder. Ao longo dos últimos 4 anos atuei na defesa dos servidores públicos estaduais, que eu não tenho dúvidas que fizeram de mim a deputada mais votada de Mato Grosso.

E essa defesa continuarei a fazer, porquê direitos são indiscutíveis. Me dói às vezes ler alguns comentários dizendo o contrário dessa minha luta, que não começou agora.

Quando eu pedi calma aos servidores, falei porquê o governador tinha 2 dias de mandato e um problema de gestão que se arrastou ao longo de anos, mas não sem em levar em conta que eles fizeram empréstimos ou que precisam de seus salários ou 13° que é um direito deles e não se discute.

Estou acompanhando de perto e junto com vocês nesta luta. Esse vídeo é para dissipar qualquer ruído de comunicação entre nós".

Na sexta (4), o governador Mauro Mendes (DEM) anunciou que o salário referente ao mês de dezembro dos servidores estaduais será pago de forma escalonada.

A folha de pagamento dos servidores hoje gira em torno de 500 milhões. Em nota, a Secretaria de Fazenda (Sefaz) afirmou que a gestão anterior, do ex-governador Pedro Taques (PSDB), deixou dívidas acumuladas de folha de pessoal, custeio e investimentos no valor aproximado de R$ 2 bilhões.

Pedro Taques aguardou até os últimos instantes de seu governo o pagamento do Fundo de Apoio a Exportação, o FEX, de aproximadamente 500 milhões, que seria o fiel na balança. Diante do impasse o atual governador Mauro Mendes sem recurso disponível está sendo obrigado a escalonar salário.

A programação de pagamento do governo é a seguinte; dia 10 de janeiro, receberão os aposentados e pensionistas, ao custo de 177 milhões, e servidores que ganham até 4 mil/mês, somando 168,5 milhões. Dia 24 de janeiro, quem ganha até 6 mil/mês, um total de 73,1 milhões e no dia 30, e restante dos servidores.

O 13º salário relativo a 2018 será dividido em parcelas entre os meses de janeiro e abril deste ano, sendo a primeira em 31 de janeiro, a segunda parcela em 28 de fevereiro, a terceira em 31 de março e a quarta parcela em 30 de abril.

Mauro Mendes afirmou, por meio de nota, que o 13º salário referente ao exercício de 2019 será pago a todos os servidores ativos e inativos no mês de dezembro do corrente ano.

O assunto é polêmico e sindicato pressionam de toda forma e já se fala em paralisação.

FONTE: Semana 7/Ronan de Sá

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE