Politica

Liberação de cassinos une deputados federais da esquerda e da direita de Mato Grosso

A votação foi realizada na Câmara dos Deputados na noite de quarta-feira (23) e por 246 votos a 202 o texto-base foi aprovado.

24/02/2022 06h09 | Atualizada em 24/02/2022 16h15

PUBLICIDADE

A votação do projeto que legaliza cassinos, jogo do bicho e outros jogos de azar deixou do mesmo lado dois deputados federais de Mato Grosso que quase sempre estão em lados opostos: Nelson Barbudo (PL) e Rosa Neide (PT). Ambos votaram contra a proposta.

A votação foi realizada na noite de quarta-feira (23) e por 246 votos a 202 o texto-base foi aprovado. Nesta quinta-feira (24) serão votados os destaques apresentados pelos partidos. Em outras votações na Câmara dos Deputados, Barbudo sempre se posicionou de forma mais tradicional, enquanto Rosa Neide aposta em pautas mais progressistas e relacionadas aos direitos humanos.

Entre os deputados federais de Mato Grosso votaram contra o projeto Dr. Leonardo (SD), José Medeiros (Pode), Nelson Barbudo (PL) e Rosa Neide (PT). Foram favoráveis à liberação Carlos Bezerra (MDB) e Emanuelzinho (PTB), Juarez Costa (MDB). Neri Geller (PP) não votou.

Para os defensores do projeto, a legalização desses jogos irá atrair investimentos no turismo, além de aumentar a arrecadação de impostos e gerar empregos formais - o que não ocorre atualmente porque a prática é ilegal. Entre os contrários à proposta, como os deputados que fazem parte da Frente Parlamentar Evangélica, a legalização facilitaria a lavagem de dinheiro através das "empresas", além de possibilitar o aumento do vício em jogos de azar.

FONTE: Redação de Jornalismo da Eldorado FM

PUBLICIDADE