Cidades

Mauro Mendes reforça seu compromisso para construir o Hospital Regional da região Norte Araguaia

De acordo com o gestor, as obras do Hospital Regional do Norte Araguaia, em Confresa estão estimadas em R$ 116,7 milhões

10/01/2022 13h16 | Atualizada em 12/01/2022 09h10

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes reforçou seu compromisso para construção de quatro novos Hospitais Regionais no estado ainda neste ano de 2022. As unidades serão sediadas nos municípios de Confresa, Juína, Alta Floresta e Tangará da Serra.

As regiões foram escolhidas pela dificuldade dos moradores de conseguirem atendimento de alta e média complexidade. Três das quatro unidades já tiveram a licitação de construção lançada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

De acordo com o gestor, as obras do Hospital Regional do Norte Araguaia, em Confresa estão estimadas em R$ 116,7 milhões, já o Hospital Regional de Juína está estimado em R$ 119 milhões, e o Hospital Regional de Alta Floresta está estimado em R$ 116,4 milhões. A licitação do hospital em Juína ainda está em fase de habilitação técnica.

Sobre o Hospital Regional de Tangará da Serra, o estado recebeu na última semana, a Escritura Pública de Doação da área onde será construída a unidade. A licitação de construção desta unidade deve ser lançada em cerca de 10 dias. De acordo com a SES, as quatro unidades serão maiores e mais modernas do que as outras que já estão em funcionamento pela rede estadual de saúde.

As novas estruturas contarão com 111 leitos de enfermaria e 40 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto, pediátrico, neonatal e semi-intensiva neonatal para atendimento de média e alta complexidade.

As unidades também vão ter 10 consultórios médicos, dois consultórios para atendimento à gestantes, seis salas de centro cirúrgico, além de espaços para banco de sangue, banco de leite materno e realização de exames como tomografia e colonoscopia. De acordo com a área técnica, a previsão média de conclusão para cada obra é de aproximadamente dois anos após o início da construção.

FONTE: Redação de Jornalismo da Eldorado FM

PUBLICIDADE