IRREGULARIDADES

Blairo Maggi afasta servidores envolvidos com fiscalização irregular de carne vencida

A investigação, desencadeada nesta sexta-feira (17), com mais de 300 mandados cumpridos, envolve 40 empresas de alimentos.

17/03/2017 15h56 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Blairo Maggi afasta servidores envolvidos com fiscalização irregular de carne vencida

Foto: Reproduçao

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, determinou nesta tarde (17) o afastamento dos envolvidos na Operação Carne Fraca da Polícia Federal e abriu processos administrativos contra eles. A investigação, desencadeada nesta sexta-feira (17), com mais de 300 mandados cumpridos, envolve 40 empresas de alimentos que vendiam carne vencida no Brasil e para o exterior.

* Leia a íntegra de nota divulgada pelo ministro da Agricultura, Blairo Maggi:

"Diante dos fatos narrados na Operação Carne Fraca, cuja investigação começou há mais de dois anos, decidi cancelar minha licença de 10 dias do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O que as apurações da Polícia Federal indicam é um crime contra a população brasileira, que merece ser punido com todo o rigor.

Neste momento, toda a atenção é necessária para separarmos o joio do trigo. Muitas ações já foram implementadas para corrigir distorções e combater a corrupção e os desvios de conduta, e novas medidas serão tomadas. Estou coordenando as ações, já determinei o afastamento imediato de todos os envolvidos e a instauração de procedimentos administrativos. Todo apoio será dado à PF nas apurações. Minha determinação é tolerância zero com atos irregulares no Mapa."

Blairo Maggi

Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

FONTE: Agência Brasil

PUBLICIDADE