PUBLICIDADE
POLÍCIA

Pastor evangélico e esposa são detidos por ignorar ordem para evitar aglomeração em Vila Rica

O pastor disse que os policiais estavam errados e que estaria seguindo ordens do presidente.

Eldorado.fm

Redação

26/03/2020 22h37 | Atualizada em 26/03/2020 22h56 11 comentarios

Pastor evangélico e esposa são detidos por ignorar ordem para evitar aglomeração em Vila Rica

ilustrativa

Contrariando recomendação de evitar aglomerações para reduzir surto de coronavírus, um pastor decidiu abrir sua igreja e realizar culto normalmente, na noite desta quinta-feira, 26 de março em Vila Rica, e acabou indo parar da Delegacia.

De acordo com o Boletim de Ocorrência da Polícia Militar de Vila Rica, uma denúncia informou o acontecimento de culto evangélico na Igreja Mundial. Uma guarnição policial se deslocou para o local, vindo a confirmar a informação.

Consta no BO, que o líder da igreja já havia sido orientado por diversas vezes sobre Decretos vigentes em âmbito municipal e estadual, restringindo atividades públicas e privadas que resultem em aglomerações de pessoas, afim de evitar a disseminação de coronavírus (covid-19).

Diante do fato, os policiais orientaram o responsável, para encerrar a realização do culto, porém o suspeito desobedeceu a ordem legal para o fechamento da igreja. O pastor disse ainda que os policiais estavam errados e que estaria seguindo ordens do presidente.

Ainda segundo a narrativa do Boletim de Ocorrência, o líder religioso, juntamente com sua esposa, teriam incentivado os fiéis a ficarem contra as autoridades policiais que estavam cumprindo as determinações dos Decretos vigentes. A esposa do pastor ainda teria proferido palavras desmerecendo o trabalho da polícia e disse que iria processar os policiais.

Os suspeitos foram detidos e encaminhados para o 23º Batalhão da Polícia Militar de Vila Rica para o registro do Boletim de Ocorrência e posteriormente encaminhados para a Delegacia de Polícia para as medidas cabíveis.

DECRETOS

O Decreto Nº 054, de 21 de Março de 2020, assinado pelo Prefeito de Vila Rica, Abmael Borges, proibibe, de qualquer forma a aglomeração de pessoas em locais públicos ou privados, inclusive em eventos, festas, feiras, igrejas, templos, reuniões em praças, ginásios esportivos, academias, modalidades esportivas coletivas e outras, atividades congêneres, pelo prazo de 15 (quinze) dias, podendo ser prorrogado.

No mesmo sentido, o Decreto Nº 425, de 25 de Março de 2020, assinado pelo Governador do Estado de Mato Grosso, Mauro Mendes, determina a proibição do funcionamento de parques públicos e privados; praias de água doce; teatro; cinema; museus: casas de shows; festas; feiras; academias; ginásios esportivos e campos de futebol; missas, cultos e celebrações religiosas; outros eventos e atividades que demandem aglomeração ou reunião de pessoas.

11 COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  1. SE FECHAR ELES NAO LUCRA E CRARO QUE VAI ATE MORRE PRA NAO FECHA

  2. O espertalhão típico lobo em pele de cordeiro

  3. Continua aberta !

  4. É VERDADE MSM, AQUELE PASTOR É BOCA DURA E SE ACHA O BAMBAMBAM, ACHO É POUCO MUITO BEM FEITO, APRENDA QUE VC NÃO É MAIS QUE NGM!

  5. Kkkkkk

  6. As pessoas precisam aderir a restrições de se reunir em lugares lotados quando a situação está ficando cada vez mais complicada animal crossing

  7. Crime é não respeitar a saúde dos outros... que tipo de pastor é esse, que não está nem aí para a saúde dos fiéis ... a sim precisa da oferta né!!!!

  8. Atenção! Espalhar boatos ou notícias falsas nas redes é crime.

  9. Kkkkkkk complicado, bla bla bla

  10. Calúnia e difamação ótimo ..

  11. Pq o juiz não manda fechar o frigorífico, aglomeração de pessoas, o vírus gosta mais é de lugar frio. Isso não tem problema.

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE