PUBLICIDADE
EXECUÇÃO SUMÁRIA

Ex-vereador e homicida de Alto Boa Vista é executado com tiros na cabeça em Arenápolis

O crime de homicídio, segundo a Polícia Militar (PM), foi registrado na tarde desta quarta-feira, 8.

10/01/2020 11h22 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Ex-vereador e homicida de Alto Boa Vista é executado com tiros na cabeça em Arenápolis

Reprodução

Homicida e ex-vereador da cidade de Altos da Boa Vista, no Médio Norte do Estado, e filho do ex-prefeito Cícero Francisco de Souza, da cidade de Arenápolis (Médio Norte, a 260 quilômetros de Cuiabá), Nivaldo Gomes de Souza, de 62 anos foi executado em plena luz do dia com vários tiros, pelo menos três o atingiram, um deles na cabeça, matando-o na hora.

O crime de homicídio, segundo a Polícia Militar (PM), foi registrado na tarde desta quarta-feira, 8, na cidade de Arenápolis, na frente de uma senhora com quem ele parou o carro, um Fiat Strada para conversar.

Segundo a testemunha ocular do crime, cujo nome a Polícia preserva para não correr risco e não atrapalhar as investigações, Nivaldo estava conversando com a mulher, quando parou um carro ao lado do dele, e um homem que estava no banco de passageiro desceu e começou a atirar.

O ex-vereador que já cumpriu pena por homicídio, levou ao menos três tiros na cabeça, no peito e morreu na hora. A Polícia Militar foi acionada, fez buscas por toda a região da cidade de Arenápolis por várias horas, mas não conseguiu pistas dos dois assassinos, que fugiram do local em um carro, cujas características, devido a confusão que se formou pelos tiros, não foram anotadas.

Os PMs que atenderam a ocorrência fizeram o isolamento de local de crime para o trabalho da Perícia Oficial e de Identificação Técnica (Politec) e também da Polícia Civil, que fez a liberação do corpo e já está investigando o crime.

A Polícia Civil ainda não comentou sobre os motivos da execução, mas não descarta qualquer hipótese. Os policiais levantaram que Nivaldo chegou a cumprir pena pela morte de Fabiano Martins Coelho, assassinado em 2009, na região de Arenápolis. Até o momento ninguém foi preso.

FONTE: Diario de Cuiabá/Téo Gomes

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE