PUBLICIDADE Supermercado Vendão
TRANSITO LIVRE

Autoridades cedem e manifestantes liberam a BR 158 no Sul do Pará

A primeira reivindicação e a mais cobrada sobre segurança publica, os manifestantes conseguiram marcam uma visita in loco com o Comandante Geral da Policia Militar do Pará.

24/01/2018 13h01 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Autoridades cedem e manifestantes liberam a BR 158 no Sul do Pará

Reprodução

Após mais de 30 horas de bloqueio, a BR158 próximo à entrada do município de Santana do Araguaia, na saída para as cidades de Redenção no Sul do Pará e Palmas no Tocantins foi liberada.

O trânsito voltou a fluir normalmente nesta terça feira, dia 23 por volta das 15 horas, de acordo com lideranças do movimento, duas das três principais cobranças reivindicadas foram atendidas por autoridades e agora caminham para soluções .

A primeira reivindicação e a mais cobrada sobre segurança publica, os manifestantes conseguiram marcam uma visita in loco com o Comandante Geral da Policia Militar do Pará, Coronel Hilton Celson Souza, que estará visitando a cidade e tomando atitudes para melhorar o setor na cidade.

A segunda reivindicação, que dizia respeito aos preços abusivos nas taxas de energia elétrica por parte da CELPA, os manifestantes informaram a nossa reportagem que a concessionaria se comprometeu em fazer uma reunião no próximo dia 31 para buscar solução para os altos preços, vale lembrar que embora esteja próxima das usinas de  Tucuruí e Belo Monte, a cidade de Santana do Araguaia ainda usa energia termoelétrica a famosa energia a motor.

A terceira reivindicação que se diz respeito na reabertura da agencia do Banco do Brasil não teve resposta por parte da entidade, porem o Ministério Publico Estadual se comprometeu a encampar a luta juntamente com a comunidade para que a empresa tome posição.

O trecho liberado nesta tarde, foi bloqueado na manhã da segunda-feira (22) por manifestantes que cobravam solução de problemas e busca por melhorias para a segurança pública local e regional, mas também cobra outros temas como o preço abusivo das contas de luz e a abertura da agencia local do Banco do Brasil.

O movimento foi liderado por empresários, lideres comunitários, políticos locais e apoiado pela população de Santana do Araguaia, o movimento bloqueou o transito e liberou passagem apenas para casos emergenciais como ambulâncias, carros funerários e viaturas policiais.

A cidade de Santana do Araguaia tem enfrentado uma onda de violência extrema, assaltos de alta complexidade, roubos diários e principalmente falta de estrutura para as forças de segurança (Policias Militar e Civil) do município, para se ter uma ideia o Banco do Brasil, fechou a agencia e parou de funcionar na cidade alegando falta de segurança.

FONTE: AMZ Noticias com Evandro Carlos

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE