PUBLICIDADE
Policia

Defesa de acusado de assassinato na MT-430 em Confresa afirma que ele sofria ameaças

A vítima tentou correr pela estrada que dá acesso a um lugar conhecido como Pietrobom, porém, foi atingida pelos disparos

06/02/2021 13h26 | Atualizada em 09/02/2021 14h54

A defesa de Walter Freire dos Santos, mais conhecido como Goiano, de 44 anos, divulgou uma nota em que afirma que ele havia sofrido ameaças por parte de Valdeilson Rodrigues Cunha, homem por ele assassinado a tiros. Conforme apurado na nota, os advogados salientam que avitima Valdeilson era um indivíduo perigoso, visto que tinha passagens policiais por crimes como roubo.

Veja a nota: O Sr. Walter Freire dos Santos é um homem trabalhador, pai de família, com três filhos, honesto, nunca cometeu crime algum e não possui nenhuma passagem pela polícia. Em relação ao triste fato que ocorreu no último domingo (24/01), a defesa vem destacar que o Sr. Walter vinha recebendo ameaças de morte de Valdeilson Rodrigues Cunha, que também ameaçava matar seus filhos e agiu temendo pela vida desses.

Valdeilson era criminoso de alto periculosidade, procurado pela polícia e condenado por roubo, com inúmeras passagens pela polícia. Após o triste episódio o Sr. Walter se apresentou à polícia e vem auxiliando nas investigações.  O motivo do acontecido não seu deu por ciúmes, como vem sendo veiculado, mas devido ao instinto de um pai trabalhador que queria proteger a vida de seus filhos. A defesa também ressalta que o Sr. Walter não cometeu roubo algum após o acontecido, fato que já está sendo esclarecido nos trabalhos policiais.

Relembre o caso: Um homem foi morto por vários tiros na manhã de domingo (24), na MT-413, saída para o Xingu, próximo ao frigorífico de Confresa. Testemunhas afirmam que um Fiat Uno e uma S10 teriam parado em frente ao frigorífico, e que o condutor da caminhonete, identificado como Walter Freire dos Santos, mais conhecido como Goiano, de 44 anos, saiu com uma arma nas mãos e começou a atirar contra Valdeilson Rodrigues Cunha, de 31 anos.

A vítima tentou correr pela estrada que dá acesso a um lugar conhecido como Pietrobom, porém, foi atingida pelos disparos, caiu no chão e morreu no local. O suspeito fugiu pela estrada a pé até uma residência onde, mediante ameaça, roubou uma Honda CG 150 Fan de cor preta, placa NJV1F27, e tomou rumo ignorado.Populares afirmam que o crime aconteceu por Walter não aceitar o relacionamento de sua ex-companheira com Valdeilson, contudo, a informação não foi confirmada pelas autoridades policiais.

Walter se apresentou juntamente com o advogado na Delegacia Municipal na terça-feira (26), dois dias após o homicídio, e o Delegado Matheus Soares representou pela sua prisão preventiva, a qual foi acatada e deferida pelo Poder Judiciário. Ele foi preso durante a tarde em via pública do setor Vila Nova.  Além de homicídio, Walter responderá pelos crimes de roubo e porte ilegal de arma de fogo. Após procedimentos de praxe, o homicida foi encaminhado à Cadeia Pública de Porto Alegre do Norte, onde permanecerá à disposição da justiça.

FONTE: Radio Eldorado FM 87.9 com Olhar Alerta

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE