PUBLICIDADE
AGRICULTURA

Colheita da soja no sul do Pará se encaminha para reta final e região colhe 65 sacas por hectare

A área na região de Santana do Araguaia tem bons relatos de produtividade.

06/03/2020 09h21 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00 2 comentarios

A região sul do estado do Pará já está com cerca de 60% da soja colhida, segundo o presidente da Aprosoja do estado, Vanderlei Silva Ataídes. De acordo com ele, a área na região de Santana do Araguaia tem bons relatos de produtividade. A parte norte do Pará, nas proximidades de Sanatarém também conta com boas lavouras. As médias de produtividade estão entre 63 e 65 sacas por hectare. 

Segundo Ataídes, a produção por hectare das lavouras estão boas, com relatos de 66 sacas e até talhões com 70 sacas por hectare. "Hoje em dia temos isso como objetivo, porque o custo de produção está alto. Temos que buscar inclusive produzir acima disso". 

Ele afirma que estes números de produção estão acima do ano passado, quando a média ficou abaixo de 63, 65 sacas por hectare, o esperado para a atual safra. 

Em Paragominas, segundo o presidente da Aprosoja/PA, já há negócios fechados para 30 de abril em R$ 83 a saca, livre de armazém, para 30 de junho em mais de R$ 85 por saca. Entretanto, os preços podem variar de acordo com a proximidade da região com o porto.

LOGÍSTICA 

O produtor paraense, da região da BR-158, próximo a Santana do Araguaia, na parte sul, precisa lidar, além da questão climática, com a logística. A estrada federal que leva até Marabá, segundo Ataídes, é um  grande gargalo que está onerando o custo da soja final para o produtor do sul do Pará e do norte do Mato Grosso, que precisa da estrada. 

"Está tirando o valor da soja na hora de vender, o produtor acaba pagando mais caro no frete. Inclusive hoje (5) a BR-158 está interditada na região de Xinguara porque caiu uma ponte". 

NORDESTE DO ESTADO EM ATRASO

Na área nordeste do estado, houve um atraso de quase 30 dias de janela, segundo Ataídes, mas quem já encerrou o plantio está com boas lavouras.
"A semeadura deveria ter sido entre os dias 10 a 15 de novembro, e começamos dia 7 a 8 de dezembro. Os produtores que estavam com pouca estrutura, atrasaram ainda estão plantando, mas as lavouras estão se mostrando boas". 

Entretanto, quem está finalizando o plantio agora pode ter quebra, porque fora da janela, o sojicultor acaba plantando no barro. 

"Do jeito que está hoje, as lavouras estão boas, a produtividade é positiva, mas no final de abril, entre os dias 15, 20, inicia a colheita, e esperamos que as chuvas tenham reduzido, porque se for como no ano passado, teremos problemas". 

Um dos desafios encarados pelo sojicultor que atrasou o plantio da soja está na aplicação de defensivos por causa das chuvas, que acabam impedindo a entrada do maquinário nas lavouras. 

FONTE: noticiasagricolas.com.br

2 COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  1. Thanks for the interesting post, love your blog. Doodle Jump Game

  2. This is great for agriculture production geometry dash unblocked for all and free

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE