PUBLICIDADE Supermercado Vendão
CONSCIENTIZAÇÃO

Assistência Social realiza trabalho de conscientização contra o abuso de crianças e adolescentes em escolas de Vila Rica

O trabalho de conscientização acontece através de palestras e teatros com integrantes dos Programas Sociais, Mãos Talentosas e Sementinha.

16/05/2019 07h22 | Atualizada em 16/05/2019 07h44

Assistência Social realiza trabalho de conscientização contra o abuso de crianças e adolescentes em escolas de Vila Rica

Israel Monteiro

O Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual contra crianças e adolescentes será no próximo sábado, 18 de Maio, e desde o início do mês, a Secretaria Municipal de Assistência Social, através das equipes dos Centros de Referências de Assistência Social CRAS está desenvolvendo palestras nas escolas municipais e estaduais com o objetivo de orientar sobre todas as formas de abusos e violação de direitos das crianças e dos adolescentes.

O trabalho de conscientização acontece através de palestras e teatros com integrantes dos Programas Sociais, Mãos Talentosas e Sementinha. A “Campanha Faça Bonito” começou na manhã de terça-feira, 07, na Escola Estadual Professora Maria Esther Peres. Na ocasião a equipe de profissionais do CRAS composta de psicóloga e assistente social, orientou centenas de crianças e jovens presentes sobre alguns cuidados sobre o abuso sexual contra menores de idade. A Psicóloga Denise da Silva Nery e a Assistente Social Lara de Oliveira Araújo explanou as várias formas de abuso, em quais os momentos devem ficar em alerta e o procedimento para denunciar.

Segundo a campanha, a melhor maneira de se combater a violência sexual contra crianças e adolescentes é a prevenção. Para isso, é preciso um trabalho informativo junto aos pais e responsáveis, a sensibilização da população em geral e dos profissionais das áreas jurídicas e de educação, com a identificação de crianças e adolescentes em situação de risco e, também, do acompanhamento da vítima e do agressor.

Segundo a Secretária de Assistência Social Lucy Meiry a Campanha Faça Bonito acontece em todo o Brasil e nesse sábado, 18 de Maio é o dia “D”. “Nós temos a convicção que é necessário garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual. É preciso também que nós como comunidade, nos envolvamos no enfrentamento de práticas prejudiciais a nossas crianças e jovens e lembramos que este combate requer envolvimento de toda a população”. Afirmou a Secretária.

Como surgiu o Dia Nacional Contra o Abuso e Exploração Sexual Infantil

A escolha desta data é em memória do “Caso Araceli”, um crime que chocou o país na época. Araceli Crespo era uma menina de apenas 8 anos de idade, que foi violada e violentamente assassinada em 18 de maio de 1973. Este crime, apesar de hediondo, ainda segue impune.

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi instituído oficialmente no país através da lei nº 9.970, de 17 de maio de 2000.

Normalmente, nesta data, são realizadas diversas atividades, sejam nas escolas e demais espaços sociais, como por exemplo palestras e oficinas temáticas sobre a prevenção contra a violência sexual.

O Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes é o grupo responsável por organizar e promover nacionalmente esta data.

No Brasil, o Disque 100 é um serviço gratuito disponibilizado pela Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência da República que registra denúncias anônimas de jovens que se sintam ameaçados ou que sofreram qualquer tipo de abuso ou exploração sexual.

Abuso sexual x Exploração sexual

Não apenas o abuso sexual (que normalmente acontece no seio familiar do jovem), mas também a exploração sexual é combatida nesta data.

Muita gente confunde o significado do abuso sexual com a exploração sexual. São duas coisas diferentes. A exploração sexual consiste em usar a criança ou o adolescente como meio de faturar dinheiro, oferecendo o menor como “ferramenta” de satisfação sexual.

FONTE: Assessoria de Imprensa | Israel Monteiro

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE