PUBLICIDADE Supermercado Vendão
CARGA APRENDIDA

Setasc doa 49 toneladas de milho para agricultores familiares do Vale do Araguaia

Ação foi possível por meio de parceria com a Sefaz e Seaf e beneficiará 45 famílias da região.

22/02/2019 08h44 | Atualizada em 22/02/2019 08h52

Setasc doa 49 toneladas de milho para agricultores familiares do Vale do Araguaia

Ilustrativa

PUBLICIDADE Skynet

A Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Distrito de Vale dos Sonhos (APPRVS), no município de Barra do Garças (a 500 km da capital), recebeu nesta quinta-feira (21.02) uma carga de 49,7 toneladas de milho a granel.

A doação foi possível devido a ação conjunta entre a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc) e a Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf). A carga foi apreendida pela Sefaz em Barra do Garças no início deste mês e, a partir da doação para a Setasc, a Seaf definiu o melhor destino do milho.

“A Associação é formada por cerca de 40 famílias e é uma comunidade tradicional da região. O milho será fundamental para que os pequenos produtores possam utilizá-lo como ração animal. Graças a esse trabalho entre as secretarias, refletimos em um benefício direto para os cidadãos mato-grossenses”, explica a secretária adjunta de Administração Sistêmica da Setasc, Patrícia Camargo.

Dentre o que é produzido pelos produtores da comunidade, destaca-se criação de pequenas aves, suínos, caprinos e peixes. Conforme o presidente da associação, Job Alves do Santos, o milho doado reflete em três pontos positivos para a agricultura familiar. “O primeiro é que reduz nossos custos de produção por um tempo considerável, já que é matéria-prima sendo doada. Outro é que dentro da associação cria-se um clima de ânimo, mostrando que a união faz a força e isso mobiliza ainda mais o grupo. E o terceiro ponto é que a doação é um reflexo da seriedade de nossa associação junto à agricultura familiar. Se nos deram a carga é porque confiam em nosso trabalho”, pontua.

FONTE: Isa Sousa | Secom-MT

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE