PUBLICIDADE Supermercado Vendão
TRANSFORMAÇÃO

Pacientes viajam 300 km em busca de consultas na Caravana

A estrutura está montada no município de Porto Alegre do Norte (1.140 de Cuiabá).

26/04/2017 11h06 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Pacientes viajam 300 km em busca de consultas na Caravana

Gcom-MT/Mayke Toscano

A distância e a falta de recursos financeiros não foram empecilhos para pacientes de seis municípios do interior de Mato Grosso, que percorreram estradas de chão e passaram até nove horas dentro do ônibus para chegar à sede da Caravana da Transformação. A estrutura está montada no município de Porto Alegre do Norte (1.140 de Cuiabá).

Ainda eram quatro e meia da manhã quando os ônibus começaram a estacionar. Os primeiros na fila de consultas oftalmológicas eram moradores da cidade de Novo Santo Antônio, localizada há aproximadamente 300 km de Porto Alegre do Norte. Eles saíram de lá às 13h e chegaram às 22h desta terça-feira (25.04) aos alojamentos disponibilizados pela Prefeitura.

Domingos Ribeiro, de 65 anos, foi o primeiro a ser atendido. “Na nossa cidade, dificilmente conseguiríamos um retorno tão rápido quanto aqui. Minha vista está fraca e dependo dela para trabalhar com frete. Foi cansativo, mas vamos voltar para casa satisfeitos”, contou.

Após ser examinado, Domingos recebeu um encaminhamento para que seja avaliado por um retinólogo. Devido ao grau de diabetes, a doença começou a afetar a visão dele.

Bem humorado e falante, Alcides Soares da Silva, de 75 anos, encarou a viagem com naturalidade e, enquanto esperava sua vez, conversava com os demais pacientes sobre a retomada dos estudos, há três anos, e a vontade de fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) este ano.

“Terminei o Ensino Médio e sou o único lá em casa que foi longe nos estudos, porque nenhum dos meus cinco filhos terminou. Gosto de estudar e quero ser advogado para ajudar aqueles que não conseguem se defender ou foram acusados injustamente”, relatou o aposentado.

Alcides perdeu a visão do olho esquerdo devido a um acidente com material de trabalho na área rural e atualmente está com dificuldades para enxergar com o olho direito. Ele foi diagnosticado com catarata moderada e fará a cirurgia ainda esta semana.

“Fico muito agradecido por essa ajuda que o Governo está nos dando. Quero agradecer ao governador Pedro Taques pelo que tem feito pela população, não só da minha cidade, mas por estas outras que estão aqui hoje”, disse ele.

Parcerias com os municípios

Os pacientes de Novo Santo Antônio chegaram em um ônibus fretado pela Secretaria de Saúde do município. “Estamos felizes e na expectativa de que dê tudo certo. No momento em que fomos incluídos na caravana, pedi para os pacientes que necessitarem de cirurgia façam o procedimento no mesmo dia para não estender muito a nossa estadia e facilitar para que mais pessoas possam ser beneficiadas”, explicou a secretária municipal de Saúde, Claudeonora da Silva.

Também estão sendo atendidos, nesta quarta-feira (26.04), moradores dos municípios de Canabrava do Norte, Santa Terezinha, São José do Xingu, Serra Nova Dourada, Vila Rica e Porto Alegre do Norte.

“Nós temos a previsão de atendimento de 660 pessoas de outros municípios. As que receberem a indicação de cirurgias de catarata, pterígio e yag laser ficarão abrigadas na Igreja Católica e na Escola Estadual 13 de Maio”, explicou o secretário-adjunto de Proteção e Defesa Civil, tenente-coronel Abadio José da Cunha Júnior.

As prefeituras fornecem o alimento sem custo ao paciente, assim como o translado da viagem. “Fizemos várias reuniões e firmamos boas parcerias. Todos estão empenhados no desenvolvimento de cada região e este é o momento de unir forças”, disse o prefeito de Porto Alegre do Norte, Daniel do Lago.  

FONTE: Gcom-MT | Evelyn Ribeiro

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE