Curiosidades

Governo de Goiás impõe multa de até R$ 500 mil para quem vier a causar aglomeração nas praias do rio Araguaia

Até a pesca esportiva, liberada recentemente, não poderá ocorrer nas regiões que se encontram em estado de calamidade

04/06/2021 09h05 | Atualizada em 08/06/2021 13h21 1 comentario

 

Quem desrespeitar as medidas restritivas impostas pelo decreto baixo pelo Governo de Goiás poderá receber uma multa entre de R$ 1 mil a R$ 500 mil reais. O decreto foi baixado na ultima quarta-feira (2), que proíbe qualquer tipo de evento durante os meses destinados a Temporada de praia nas margens goianas do rio Araguaia.

Até a pesca esportiva, liberada recentemente, não poderá ocorrer nas regiões que se encontram em estado de calamidade, como a cidade de Aruanã, por exemplo. As medidas visam evitar aglomerações durante a pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o decreto assinado pelo governador Ronaldo Caiado (DEM), não poderão ser realizadas atividades de lazer e turismo, como estruturas temporárias ou precárias de restaurantes, bares, banheiros, barracas para pernoite em praias, shows musicais, acampamentos, inclusive os familiares, passeios, caminhadas ecológicas ou ciclísticas, ou esportes náuticos.

Às margens do Araguaia só serão permitidas somente quatro pessoas por grupos. Os infratores que forem flagrados pela fiscalização da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável descumprindo as regras serão multados. As multas variam entre R$ 1 mil a R$ 500 mil reais, conforme o decreto.

 

FONTE: Redação de Jornalismo da Radio Eldorado FM 87,9

1 COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE