Cidades

DNIT espera por prioridade da União e da bancada de Mato Grosso para resolver problema da BR 158

A situação da BR-158 virou manchete nacional após caminhoneiros e lideranças postarem vídeos e fotos de trechos com atoleiros

25/02/2021 11h22 | Atualizada em 26/02/2021 11h53 1 comentario

A BR-158 preocupa moradores e produtores rurais que não conseguem trafegar na rodovia na época das chuvas. São mais de 120 km sem pavimento. Sem solução prevista a curto e médio prazos, os atoleiros na BR-158 preocupam moradores e produtores rurais da região do Araguaia que enfrentam dificuldades nos mais de 120 km de estrada sem pavimentação.

A responsabilidade pela rodovia é do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) que afirma estar tomando medidas para manutenção e não vai decretar emergência. Contudo, para realizar as obras de pavimentação dos dois segmentos do contorno, o DNIT afirma que a BR-158 depende de prioridade no orçamento do Ministério da Infraestrutura e da bancada de Mato Grosso no Congresso.

A situação da BR-158 virou manchete em jornais nacionais após caminhoneiros e lideranças regionais postarem nas redes sociais, vídeos e fotos de trecho com atoleiros e engarrafamentos que passam de 5 km. Em nota, o DNIT informou que “tem atuado diligentemente para garantir a trafegabilidade da rodovia” e que pretende manter os contratos vigentes com as empresas.

A reportagem também questionou o Departamento sobre o traçado da rodovia próxima à Reserva Indígena Maraiwatsede e deve respeitar o contorno de territórios considerados sagrados pelas etnias. “Após definição do traçado, indicando o contorno e evitando travessia por terra indígena, o Lote A da rodovia já foi licitado, contemplando projeto e obra. O referido projeto se encontra em fase de elaboração. O Lote B do contorno já está em etapa de estudo avançada, possibilitando posterior licitação de projeto e obra”, explicou o Dnit, em nota.

VIAS ALTERNATIVAS - Segundo o governo do estado, estão recebendo manutenção algumas vias alternativas para desafogar o tráfego na BR-158. A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), informou que executou emergencialmente a manutenção na rodovia não-pavimentada MT-322, na região Araguaia, em Mato Grosso, e recuperou a trafegabilidade da rodovia.

“Com isso, os veículos, principalmente os de carga, já estão transitando normalmente pela estrada. A manutenção foi realizada em dois pontos principais da MT-322: em um trecho após a Comunidade do Distrito de Espigão do Leste em direção a uma região conhecida como Baianos, e em outro trecho, após os Baianos. Nesses locais, as incessantes chuvas que caíram na região recentemente prejudicaram a qualidade da estrada, o que atrapalhou especialmente a circulação de veículos pesados”, diz nota.Leia nota do Dnit

EM RELAÇÃO À BR-158/MT o DNIT INFORMA: O Departamento tem atuado diligentemente para garantir a trafegabilidade da rodovia, principalmente no período chuvoso, com equipes mobilizadas de maneira ininterrupta para dar condições de trânsito no trecho não pavimentando. Não foi decretada emergência. Estamos trabalhando dentro dos contratos vigentes de manutenção para garantir a trafegabilidade.Além disso, as equipes no local estão sendo reforçadas e deslocando mais material para trechos críticos do segmento. 

Após definição do traçado, indicando o contorno e evitando travessia por terra indígena, o Lote A da rodovia já foi licitado, contemplando projeto e obra. O referido projeto se encontra em fase de elaboração. O Lote B do contorno já está em etapa de estudo avançada, possibilitando posterior licitação de projeto e obra. As obras de pavimentação dos dois segmentos do contorno dependerão de aporte orçamentário e contam com priorização do Ministério da Infraestrutura e com o apoio da Bancada do Mato Grosso no Congresso Nacional.

FONTE: Radio Eldorado FM 87, 9 com RDNews

1 COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  1. Isso é uma vergonha uma verdadeira palhaçada estão a vários anos brincando com o a cara da população

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE