PUBLICIDADE
ECONOMIA

Queda no consumo de carne durante pandemia impacta no confinamento do boi em MT

Segundo o Imea, a redução do consumo de carne no mercado doméstico durante a pandemia é um dos fatores responsáveis pela menor intenção de confinamento registrada desde 2013.

20/05/2020 15h03 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Queda no consumo de carne durante pandemia impacta no confinamento do boi em MT

Ilustrativa

Um levantamento feito pelo Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) apontou uma queda de 16% na intenção de confinamento de bovinos no estado, em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo o Imea, o aumento no preço dos insumos e a redução do consumo de carne no mercado doméstico durante a pandemia são os principais fatores responsáveis.

De acordo com o Imea, estima-se que sejam confinados 577 mil bovinos em Mato Grosso este ano. No entanto, do montante total, há ainda um total de 251 mil bovinos para serem adquiridos pelos confinadores.

O preço da arroba do boi, dos insumos e o cenário diante da pandemia da Covid-19 têm sido as principais preocupações dos pecuaristas este ano.

O levantamento mostra que 53% dos pecuaristas não apresentam intenção de confinar em 2020. Este número representa a menor intenção de confinamento desde 2013.

Este ano, as principais preocupações são relacionadas às cotações do boi gordo, ao menor consumo no mercado doméstico diante do cenário da pandemia da Covid-19 e aos preços dos insumos de suplementação, que estão em altos patamares, assim como as cotações dos animais de reposição.

Porém, o mercado externo está com a demanda aquecida, que é o fator que tem sustentado as cotações futuras.

FONTE: G1

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE