ECONOMIA

Defensoria Pública de MT cria núcleo para ajudar 'superendividados'

O objetivo é promover rodadas de negociação entre as instituições e os clientes.

Evandro Carlos

Acesse o Blog

05/03/2017 21h43 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Defensoria Pública de MT cria núcleo para ajudar 'superendividados'

Foto: Ilustrativa

A Defensoria Pública de Mato Grosso criou um núcleo especial para ajudar a população superendividada do estado a renegociar dívidas com instituições financeiras. De acordo com o órgão, pessoas que comprometem mais de 30% da rende mensal com crediário e parcelamentos do cartão de crédito, por exemplo, são 'superendividadas'. O objetivo é promover rodadas de negociação entre as instituições e os clientes.

As vitrines sempre são um convite para algumas pessoas. “Viajamos todo ano, sempre parcelado. Compramos carro e também parcelamos”, disse o motorista José Pires de Miranda.

O hábito dele, bem como a maioria dos brasileiros, é de contar com um dinheiro que não está no bolso. O problema, no entanto, é quando o parcelamento toma conta do orçamento.

Segundo a defensoria, o superendividamento ocorre quando mais de 30% da renda é destinada para o pagamento de crediários e parcelamento de dívidas. “Quando se extrapola esse percentual, provavelmente a subsistência do cliente vai ficar comprometida”, afirmou a defensora pública Luziane Ribeiro.

O núcleo criado deve atuar com a ajuda de uma contadora. “Esses processos na Justiça, geralmente não são rápidos. Nossa proposta é promover uma negociação amigável entre as partes”, declarou a defensora.

Para ter acesso ao núcleo é preciso procurar a defensoria e levar cópia do Registro Geral (RG), CPF e comprovante de residência. Além disso, documentos como holerite e extrato de conta corrente.

FONTE: G1-MT

PUBLICIDADE