PUBLICIDADE
VACINAÇÃO

Meta em Mato Grosso é vacinar mais de 95 mil meninos contra HPV

O total de meninas que faz parte do público-alvo é 196 mil com idades entre 9 e 15 anos, sendo que a meta também é 80%, correspondendo a 157 mil.

22/06/2017 09h38 | Atualizada em 22/06/2017 10h07

Meta em Mato Grosso é vacinar mais de 95 mil meninos contra HPV

Ilustrativa

O Estado tem 119,4 mil garotos entre 11 e 15 anos incompletos (14 anos, 11 meses e 29 dias) contra HPV. A meta é imunizar 80%, o que representa cerca de 95 mil jovens. O total de meninas que faz parte do público-alvo é 196 mil com idades entre 9 e 15 anos, sendo que a meta também é 80%, correspondendo a 157 mil.

O Ministério da Saúde alerta para a baixa adesão à vacina. As secretarias estaduais foram comunicadas sobre a ampliação da faixa etária de vacinação de HPV, que tem como objetivo aumentar a cobertura vacinal nos adolescentes do sexo masculino.

A vacina contra o HPV para os meninos passou a ser disponibilizada no Sistema Único de Saúde (SUS) em janeiro deste ano, contemplando os meninos de 12 a 13 anos. Até o ano passado, era feita apenas em meninas. O Brasil é o primeiro país da América do Sul e o sétimo do mundo a oferecer a vacina contra o HPV para meninos em programas nacionais de imunizações.

Para conscientizar os meninos na busca da vacina, o Ministério da Saúde planeja, para o próximo mês de julho, período de férias escolares, campanha direcionada a este público, com o intuito de aumentar a cobertura nessa população. Além disso, a vacina de HPV também fará parte do elenco de vacinas a serem ofertadas na Campanha de multivacinação que acontecerá no período de 11 a 22 de setembro. O Dia D da campanha de vacinação será dia 16 de setembro.

Dos estoques nacionais da vacina HPV, não existe doses com vencimento em 2017 nem ano que vem.

Para os meninos, a estratégia tem como objetivo proteger contra os cânceres de pênis, garganta e ânus, doenças que estão diretamente relacionadas ao HPV. A definição da faixa etária para a vacinação visa proteger meninos e meninas antes do início da vida sexual e, portanto, antes do contato com o vírus. Vale ressaltar que os cânceres de garganta e de boca são o 6º tipo de câncer no mundo, com 400 mil casos ao ano e 230 mil mortes. Além disso, mais de 90% dos casos de câncer anal e orofaringe são atribuíveis à infecção pelo HPV.

Nas meninas, o principal foco da vacinação é proteger contra o câncer de colo do útero, vulva, vaginal e anal; lesões pré-cancerosas; verrugas genitais e infecções causadas pelo vírus. O HPV é transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual. Também pode ser transmitido da mãe para filho no momento do parto.

A informação é da assessoria.

FONTE: Só Notícias

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE