PUBLICIDADE
DESTRUIÇÃO

Queimadas na Amazônia em Mato Grosso são destaque no El País

Na matéria publicada na segunda-feira (4), se discute não só a questão do fogo, mas também do desmatamento, problema antigo na região.

07/11/2019 10h28 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

As queimadas e incêndios florestais da Amazônia, especialmente em Mato Grosso, foram destaque no site El País. Na matéria publicada na segunda-feira (4), se discute não só a questão do fogo, mas também do desmatamento, problema antigo na região.

"Essas árvores centenárias raramente queimam por si mesmas. Mesmo quando esse tesouro ambiental é atingido por um raio, a umidade é tão alta e as copas das árvores, tão espessas, que as chamas costumam se extinguir sozinhas. Mas toda temporada de seca os incêndios causados por humanos devoram centenas de quilômetros quadrados da Amazônia, esse vastíssimo território que evoca mistérios e aventuras", diz trecho da matéria.

Ilustram a matéria fotos de Mato Grosso. As marcas deixadas pelo fogo em Cláudia (620 km ao norte de Cuiabá), a fumaça das queimadas em Sinop (500 km ao norte), famílias afetadas pelos incêndios florestais, a destruição que se aproxima de uma plantação de milho em Gaúcha do Norte (595 km ao norte), entre outros registros marcantes.

A reportagem também lembra que no país o maior número de focos de calor ocorre em Mato Grosso, conhecido como "fronteira agrícola do Brasil". É onde "natureza e a indústria agrícola protagonizam um feroz duelo em toda a faixa sul da região amazônica".

image

image

 

FONTE: Gazeta Digital/Thalyta Amaral

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE