RGA

Governo apresenta contraproposta da RGA para o Fórum Sindical nesta terça-feira (13)

Na reunião, o Executivo deverá apresentar uma contraproposta aos servidores, que pedem o pagamento integral da reposição ainda este ano.

13/06/2017 00h00 116 acessos

Governo apresenta contraproposta da RGA para o Fórum Sindical nesta terça-feira (13)

Ilustrativa

A equipe econômica do Governo do Estado e representantes do Fórum Sindical vão se reunir novamente na próxima terça-feira (13) para discutir o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA). Na reunião, o Executivo deverá apresentar uma contraproposta aos servidores, que pedem o pagamento integral da reposição ainda este ano.

Esta semana, durante reunião no Palácio Paiaguás, os secretários de Fazenda e da Casa Civil, Gustavo de Oliveira e José Adolpho Vieira, se comprometeram a levar a demanda dos servidores ao governador Pedro Taques (PSDB).

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Estaduais da Carreira dos Profissionais de Desenvolvimento Econômico e Social de Mato Grosso (Sindes-MT), Adolfo Grassi, participou da reunião na Casa Civil. Ele ressaltou a importância do diálogo e pontua que a categoria está aberta à negociação, porém, adianta que não aceitará que os direitos dos servidores sejam prejudicados ou até mesmo extinguidos.

O Fórum pede que a reposição do ano passado, que ainda está sendo paga, seja quitada ainda na folha salarial deste mês e de forma única. Até o momento, já foram incorporados 7,36%, restando 3,92% a serem pagos em mais duas parcelas, previstas para junho e setembro. Além disso, solicita que a RGA deste ano, estipulada em 6,58%, seja paga dentro do ano fiscal de 2017.

Na semana passada, o Governo apresentou uma proposta de pagamento da RGA de 2017 - referente ao ano de 2016 -, em três parcelas somente a partir de janeiro de 2018, quando serão incorporados 2.15% do valor devido ao salário dos servidores. Em abril do mesmo ano vão ser pagos mais 2.15% e, em setembro, 2.14%. O valor foi calculado sob juros incidentes de cada parcela.

Após a mobilização dos servidores estaduais, que ocuparam o prédio da Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (07), o Governo concordou em suspender o trâmite do projeto que autoriza o pagamento da RGA de forma parcelada, desde o que os servidores “paralisem” o movimento grevista, até que se encontre uma proposta que seja consenso.

FONTE: Olhar Direto/Érika Oliveira

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE