PUBLICIDADE Supermercado Vendão
PRESSÃO NO PAIAGUÁS

Professores se reúnem e ameaçam deflagrar greve em 7 dias

As respostas oficiais foram consideradas evasivas tendo como foco a falta de respeito com os profissionais da educação.

20/05/2019 07h26 | Atualizada em 20/05/2019 11h12

Professores se reúnem e ameaçam deflagrar greve em 7 dias

Ilustrativa

O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) convoca os profissionais da educação da rede estadual para a Assembleia Geral da categoria nesta segunda-feira (20), a partir das 14horas, na Escola Estadual Presidente Médici, em Cuiabá (Av. Mato Grosso, Araés), que terá como pauta o indicativo de greve por tempo indeterminado.

O encaminhamento do Conselho de Representantes neste sábado e domingo (18 e 19) foi pelo enfrentamento ao governo Mauro Mendes (DEM), que demonstra total fala de interesse em avançar nas negociações com a categoria. As respostas oficiais foram consideradas evasivas tendo como foco a falta de respeito com os profissionais da educação.

Com apoio de 105 municípios o indicativo será levado para discussão aberta e, caso aprovado, a greve terá início na próxima segunda (27), com a paralisação de toda a rede estadual. O presidente do Sintep/MT, Valdeir Pereira, esclarece que foram inúmeras as tentativas de negociações, mas o governo se mantém irredutível e faz o debate apenas sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal, e o orçamento do estado”, esclarece.

 “Enquanto a Educação não for prioridade faremos à resistência”, destaca o presidente. Para além da exigência do cumprimento da Lei da Dobra do Poder Compra (510/2013), que equipara o salário dos profissionais da Educação às demais carreiras do executivo estadual, de mesmo nível, cobram condições de trabalho, infraestrutura das escolas e equipamentos pedagógicos.

FONTE: FOLHAMAX

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE