ARAGUAIA

Rede de proteção à mulher recebe selo de Práticas Inovadoras

As experiências vencedoras receberão o Selo FBSP de Práticas Inovadoras – 2017, em uma cerimônia na cidade de São Paulo.

Evandro Carlos

Acesse o Blog

05/03/2017 20h10 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Rede de proteção à mulher recebe selo de Práticas Inovadoras

Foto: Ilustrativa

A Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica contra a Mulher da Região do Araguaia (Rede de Frente) ganhou o Selo FBSP de Práticas Inovadoras, premiação concedida pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

O Fórum selecionou iniciativas de enfrentamento à violência contra as mulheres em uma ou mais de suas múltiplas formas – física, psicológica, patrimonial, institucional, ciberviolência, etc, e reconheceu o projeto da Rede de Frente como o terceiro melhor inscrito.

Na primeira fase, as iniciativas finalistas foram visitadas por uma equipe de pesquisadores do FBSP. A relatoria dessas visitas foi encaminhada para o Comitê de Seleção, que escolheu três vencedoras.

As experiências vencedoras receberão o Selo FBSP de Práticas Inovadoras – 2017, em uma cerimônia na cidade de São Paulo, no dia 08 de março, dia internacional da mulher. Além disso, o selo dará origem a uma Casoteca digital – uma coleção online de casos de sucesso – visando promover o conhecimento e multiplicação das boas práticas desenvolvidas em território nacional.

A Gerência de Medicina Legal de Barra do Garças, que recebe as vítimas de violência para o exame de lesão corporal e de constatação de violência sexual, é um dos focos da Rede, que busca melhorar a condição de atendimento da unidade. Uma das melhorias já realizadas foi a separação do local onde, antes, vítimas e agressores eram submetidos a exames.

Entre as melhorias implementadas no IML por intermédio da Rede, e com recursos de transações penais destinados via conselho comunitário de segurança, foi a aquisição de condicionadores de ar, colchão para a maca ginecológica, escada para a maca e divisória naval com porta, dividindo a sala de exame e de atendimento médico.

A Rede de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher em Barra do Garças é composta pelo Ministério Público, Poder Judiciário, Defensoria Pública, Polícias Civil, Militar e Politec, Secretarias de Educação, Saúde e Ação Social do município e universidades.

FONTE: Politec-MT

PUBLICIDADE