PUBLICIDADE Supermercado Vendão
PESQUISA

Mais de 160 mil jovens estão sem estudar e trabalhar em Mato Grosso

Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, a Pnad Contínua da Educação, divulgados ontem.

21/05/2018 08h58 | Atualizada em 21/05/2018 17h52 185 acessos

Mais de 160 mil jovens estão sem estudar e trabalhar em Mato Grosso

Reprodução

PUBLICIDADE Skynet

Quase um quarto dos jovens (21,4%) entre 15 a 29 anos estão sem estudar e trabalhar no Estado. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, a Pnad Contínua da Educação, divulgados ontem. Em números reais, dos cerca de 750 mil jovens desta faixa etária, mais de 160 mil estavam ociosos. A maior parcela dos desocupados está entre 18 a 24 anos.

O balanço geral do ano passado apontou crescimento de 0,8% em relação ao ano de 2016 quando eram 20,6% deste público desocupado. Em 2017, 185 mil entre 15 a 29 anos não trabalhavam, mas estudavam, 272 mil trabalhavam, mas não estudavam, 132 mil trabalhava e estudava. Os dados do Pnad apontam que na faixa etária de 15 a 17 anos, em 2017, 15 mil no Estado não estudavam e nem trabalhavam, 28 mil estavam ocupados e frequentando escola ou curso, 6 mil estavam ocupados e não estudavam e 111 mil não trabalhavam, mas estudavam. Já na faixa etária de 18 a 24 anos, 62 mil não trabalhavam e estudavam, 137 mil trabalhavam e não estudavam, 71 mil trabalhavam e estudavam e 85 mil não trabalhavam e não estudavam.

Dos jovens de Mato Grosso com idade de 25 a 29 anos, no ano passado, 12 mil não estavam trabalhando mas estudavam ou faziam curso, outros 129 mil trabalhavam e não estudavam, 33 mil trabalhavam e estudavam e 61 mil não trabalhavam e não estudavam.

Para o economista Edisantos Amorim, o maior problema enfrentado pelos jovens é a falta de qualificação e preparo para o mercado de trabalho que a cada dia se torna mais exigente. “O que é resultante da pesquisa que apresenta um alto índice de jovens fora da escola e, consequentemente, com maior dificuldade de uma colocação no mercado de trabalho que diga-se de passagem, esta cada vez mais competitivo”, afirmou.

FONTE: Só Notícias

PUBLICIDADE

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE