PUBLICIDADE Supermercado Vendão
ACESSO AO DISTRITO

AMM participa de reunião para debater situação de estradas em distrito do Araguaia

O objetivo da audiência foi discutir a situação das estradas que dão acesso ao distrito para o escoamento da produção.

26/01/2018 09h53 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

AMM participa de reunião para debater situação de estradas em distrito do Araguaia

Reprodução

PUBLICIDADE Skynet

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios - AMM, Neurilan, Fraga participou nesta quarta-feira (24) de audiência pública no distrito de Espigão do Leste, localizado a 200 quilômetros de São Félix do Araguaia. O objetivo da audiência foi discutir a situação das estradas que dão acesso ao distrito para o escoamento da produção e também para debater os recursos do Fundo Estadual de Transporte e Habitação - Fethab. O evento contou com a participação de várias lideranças, como prefeitos, vereadores, deputados e produtores rurais da região

Os produtores, através de associações, vêm cobrando da prefeita de São Félix do Araguaia, Janailza Taveira Leite, a recuperação dos trechos das estradas por conta do Fethab que o município recebe.

O presidente  Neurilan explicou de que forma os municípios recebem o Fethab. De 100 % da arrecadação do Fundo, 17,5% o Governo do Estado repassa para os Poderes. Do restante, 50% são destinados à Secretaria de Estado de Infraestrutura e 50% para os municípios. No decorrer do ano passado,  os 141 municípios receberam R$ 207 milhões.  Fraga destacou que Espigão do Leste será, em poucos  anos, uma das grandes cidades do estado, com crescente potencial agrícola, com lavoura principiante de soja. 

A prefeita de São Félix do Araguaia, Janailza Taveira Leite, enalteceu a participação do presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios por ter explicado aos produtores rurais como o Fethab é distribuído aos municípios. Ela frisou que os produtores vêm cobrando uma solução devido ao prazo de escoamento de soja. “Eles achavam que a prefeitura recebia recursos do Fethab suficientes para a manutenção e recuperação das estradas. Recebo apenas o ICMS, somente o óleo diesel. Recebemos em média R$ 150 mil por mês no ano passado. A prefeitura  não tem nenhuma capacidade de investir mais do que já está investindo”, disse ela.

Os representantes da Sinfra, Rogerio Árias e Marco Antônio, falaram sobre as ações do Governo Estadual e principalmente sobre o planejamento para recuperação de rodovias estaduais. O município tem 1.600 quilômetros de estradas municipais e 320 quilômetros de estradas estaduais. A MT- 322, que liga Espigão à BR 158, e a MT-109, que liga Espigão a Canabrava do Norte, estão praticante intransitáveis neste período. 

Os produtores cobraram uma intervenção rápida para escoar a safra de soja. Diante da solicitação, ficou definido pela Sinfra o repasse de R$ 8 milhões para recuperar os trechos intransitáveis para viabilizar o escoamento.

Participaram da audiência o prefeito de Querência, Fernando Gorgen, de São José do Xingu, Luiz Carlos Nunes Castelo, de Santa Terezinha, Euclesio Ferreto, de Porto Alegre do Norte, Daniel Rosa do Lago, os deputados estaduais Baiano Filho, Adalto de Freitas, além do secretário de Política Agrícola do ministério da Agricultura, Neri Geller.

FONTE: Notícias da AMM

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE