PUBLICIDADE Supermercado Vendão
EVENTO

Em 2018, 8º Fórum Mundial da Água deve atrair 40 mil pessoas para Brasília

O Brasil iniciou a candidatura com bastante antecedência e, há três anos, quando ocorreu a sétima edição do evento, na Coreia do Sul.

17/11/2017 11h31 | Atualizada em 17/11/2017 16h53 82 acessos

Em 2018, 8º Fórum Mundial da Água deve atrair 40 mil pessoas para Brasília

Reprodução

PUBLICIDADE Skynet

Brasília será a capital mundial da água em março do próximo ano. Na cidade, milhares de pessoas – autoridades ou representantes da sociedade civil – estarão reunidas para discutirem o tema água sob a perspectiva da sustentabilidade. São esperadas 40 mil pessoas no Estádio Nacional Mané Garrincha e no Centro de Convenções Ulysses Guimarães entre os dias 17 e 23 de março, quando se realizará o 8º Fórum Mundial da Água.

O diretor executivo do fórum e diretor da Agência Nacional de Águas (ANA), Ricardo Medeiros de Andrade, afirmou que a expectativa é que a temática transcenda o período de realização do grande evento. Andrade explicou que para sediar o fórum, o Brasil iniciou a candidatura com bastante antecedência e, há três anos, quando ocorreu a sétima edição do evento, na Coreia do Sul, o país recebeu o credenciamento para promover a edição seguinte.

“Esse processo vem sendo arregimentando faz um bom tempo. Hoje contamos com o respaldo muito forte dos governos federal e de Brasília”, disse Andrade para profissionais da Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

Diretor executivo da ANA, Ricardo de Andrade, fala sobre Fórum Mundial da Água para profissionais da EBCWilson Dias/Agência Brasil

A geografia foi um dos fatores que levou a mobilização para a conquista do Brasil como sede do fórum mundial. Como as edições anteriores se concentraram em países localizados no Hemisfério Norte, as autoridades brasileiras deram ênfase ao fato de que o Brasil, sendo escolhido para receber o grande evento, iria atrair o fórum para o Hemisfério Sul.

Atualmente, mais de 70 instituições estão engajadas na realização do fórum. Quando se deu a partida para a conquista, em 2010, eram 14 instituições em apoio ao evento internacional. Até o momento, 17 países confirmaram participação no evento. No Centro de Convenções Ulysses Guimarães, local das cerimônias de abertura e encerramento, haverá espaço para que cada país apresente ao público as melhores práticas sobre o tema.

Nas imediações do Estádio Nacional Mané Garrincha será montada a Vila Cidadã, com espaço para a participação mais ampla do fórum. O local contará também com diversos debates e, à noite, se transformará em centro gastronômico.

Cem dias para o fórum

O dia 8 de dezembro será um dos marcos na divulgação do fórum mundial. A data marcará os 100 dias para a realização do evento. O diretor executivo explicou que haverá uma reunião no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, com a participação de juízes e promotores nacionais e internacionais. O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Herman Benjamin, vem articulando a participação de magistrados também.

Para a participar do fórum mundial, basta preencher o formulário no site do evento. Lá existem três faixas: estudante, país integrante da OCDE e país que não faz parte da OCDE. É possível se inscrever para o todo o período do fórum ou alguns dias. As inscrições têm custo.

As inscrições para a Vila Cidadã somente estarão disponíveis alguns dias antes do evento.

FONTE: EBC

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE