PUBLICIDADE Supermercado Vendão
JUSTIÇA

Desembargadores de MT entendem que antigo proprietário não é obrigado a pagar o IPVA mesmo não tendo comunicado a transferência

De acordo com os desembargadores, a responsabilidade solidária do ex-proprietário, prevista no Código Brasileiro de Trânsito, não abrange o IPVA incidente sobre o veículo.

29/09/2017 10h14 | Atualizada em 30/09/2017 11h42

Desembargadores de MT entendem que antigo proprietário não é obrigado a pagar o IPVA mesmo não tendo comunicado a transferência

Reprodução

A Primeira Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, deu provimento parcial a um recurso de apelação e determinou que é ilegítima a cobrança de imposto sobre a propriedade de veículo automotor (IPVA) que já se alienara, independentemente da ausência de comunicação da transferência ao órgão de trânsito e com este entendimento, o imposto deve ser pago pelo novo proprietário.

De acordo com os desembargadores, a responsabilidade solidária do ex-proprietário, prevista no Código Brasileiro de Trânsito, não abrange o IPVA incidente sobre o veículo, no que se refere ao período posterior à sua alienação.

De acordo com a assessoria, o processo apelante informa que em 2001 vendeu uma caminhonete C-14 ao apelado, assinando toda a documentação necessária para a transferência e entregando todos os documentos assinados. Porém, a transferência junto ao Detran não foi realizada, permanecendo o veículo em nome do apelante, ensejando, assim, a inscrição do requerente como devedor junto ao órgão arrecadador do Estado.

Ao analisar o caso, os desembargadores proveram o recurso, para excluir a cobrança em nome do apelante referente ao IPVA do veículo C14, ano 1977, relativos aos exercícios de 2007 a 2012.

FONTE: Só Notícias

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE