PUBLICIDADE Supermercado Vendão
SECA

Nível do rio Araguaia baixa e processo de assoreamento preocupa autoridades

Um movimento denominado de SOS Araguaia já foi criado e a realização de um fórum ambiental está sendo organizado para ampliar as discussões.

21/09/2017 12h06 | Atualizada em 21/09/2017 15h56

Nível do rio Araguaia baixa e processo de assoreamento preocupa autoridades

Reprodução

O rio Araguaia atingiu um dos níveis mais baixos da história e os reflexos preocupam autoridades de Barra do Garças, que já se mobilizam para discutir ações que possam frear os danos causados. Um movimento denominado de SOS Araguaia já foi criado e a realização de um fórum ambiental está sendo organizado para ampliar as discussões.

Segundo o vereador Geralmino Neto, o Dr. Neto (PSB), a situação é crítica. Ele percorreu trechos do rio e constatou que o processo de assoreamento está avançado. Afirma que se medidas não forem tomadas, o rio Araguaia corre o risco de desaparecer em poucos anos. "A seca tem contribuído para baixar o nível das águas, mas os danos ambientais poderão ser irreparáveis", alerta.

O parlamentar estará na próxima semana em Brasília, onde visitará os Ministérios do Meio Ambiente, de Minas e Energia, e o Ibama, em busca de auxílio para a realização do fórum. "Vamos cobrar também ajuda dos senadores e deputados de Mato Grosso e Goiás, nesta ação. Precisamos agir com urgência para salvar o Araguaia. O que não podemos é ficar de braços cruzados", pontua.

De acordo com os movimentos de defesa do Araguaia, em alguns pontos do rio já é possível atravessá-lo a pé, algo que há alguns anos era impossível. "As matas ciliares foram derrubadas, os afluentes estão secando e os reflexos são vistos a olho nu. Basta apenas olhar pela ponte da divisa de Mato Grosso e Goiás, que se observa o avançado processo de assoreamento", diz o vereador, que fotografou pontos críticos para apresentar em Brasília.

Além de autoridades de Brasília, a meta do fórum ambiental é reunir representantes de todos os municípios banhados pelo Araguaia, desde a nascente, em Alto Taquari a divisa de Mato Grosso com o Tocantins, totalizando cerca de 30 cidades.

FONTE: RD NEWS/Francis Amorim

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE