PUBLICIDADE
AGROPECUÁRIA

Fórum debaterá os caminhos para tornar Mato Grosso livre da Febre Aftosa sem vacinação

Este trabalho vem sendo estudado e executado no país seguindo uma rigorosa avaliação técnica .

17/10/2020 09h24 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Fórum debaterá os caminhos para tornar Mato Grosso livre da Febre Aftosa sem vacinação

REPRODUÇÃO

As entidades que compõem o Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa em Mato Grosso (PNEFA-MT) promoverão no dia 22 de outubro, das 8h30 às 12h, o “2º Fórum Estadual de Vigilância contra a Febre Aftosa: o caminho para tornar MT livre sem vacinação”.

O evento será transmitido ao vivo, no formato on-line, para os interessados em saber mais sobre a retirada da vacinação da febre aftosa no estado. Para participar, basta garantir a inscrição gratuita no site: https://pages.famato.org.br/2-forum_estadual_vigilancia-contra-a-febre-aftosa.

A retirada da vacinação contra a febre aftosa é uma oportunidade para o Brasil e, no caso, Mato Grosso fortalecerem ainda mais o serviço de defesa e todo o sistema de vigilância em saúde animal. Este trabalho vem sendo estudado e executado no país seguindo uma rigorosa avaliação técnica definida por organizações internacional, federal e estadual, apoiado também pela iniciativa privada.

Segundo os organizadores do Fórum, o debate permitirá discutir os principais benefícios, desafios e oportunidades desta retirada tanto para o pecuarista como para toda a cadeia produtiva da carne.

Entre os temas que serão apresentados estão: “O que é necessário para tornar todo MT livre de Febre Aftosa sem vacinação”; “O avanço da retirada da vacinação no Bloco I de MT e as metas para 2022”; “Risco de Febre Aftosa e vulnerabilidades para sua reintrodução”; “Situação da Bolívia frente à retirada da vacinação contra febre aftosa” e “Novas oportunidades para o mercado de carnes”.

O Fórum é organizado pelas entidades: Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), Famato (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso), Acrimat (Associação dos Criadores de Mato Grosso), Acrismat (Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso), Aproleite (Associação dos Produtores de Leite de Mato Grosso), Indea-MT (Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso), Fesa (Fundo Emergencial de Saúde Animal), CRMV (Conselho Regional de Medicina Veterinária) e Sindifrigo (Sindicato das Indústrias Frigoríficas de Mato Grosso).

SERVIÇO

Evento: 2º Fórum Estadual de Vigilância contra a Febre Aftosa: o caminho para tornar MT livre sem vacinação
Data: 22/10/2020
Horário: 8h30 às 12h
Formato: on-line, com transmissão em tempo real
Inscrições: https://pages.famato.org.br/2-forum_estadual_vigilancia-contra-a-febre-aftosa.


PROGRAMAÇÃO

8h30 às 9h: Abertura

9h às 10h20: Painel 1

O que é necessário para tornar todo MT livre de Febre Aftosa sem vacinação – Diego Viali dos Santos, Chefe da Divisão de Febre Aftosa do Mapa
O avanço da retirada da vacinação no Bloco I do MT e as metas para 2022 – Felipe Peixoto de Arruda, CDSA/ Indea
Debatedor: Francisco Olavo Pugliesi de Castro, vice-presidente da Famato

10h20 às 11h40: Painel 2

Risco de Febre Aftosa e vulnerabilidades para sua reintrodução – Alejandro Rivera, coordenador do Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (Panaftosa)

Situação da Bolívia frente à retirada da vacinação contra a febre aftosa – Daniel Aponte Seoane - diretor-executivo da Senasag

Novas oportunidades para o mercado de carnes – Daniel Latorraca, superintendente do Imea
Debatedora: Daniella Bueno, diretora-executiva da Acrimat

11h40: Encerramento – Encaminhamento finais

FONTE: AGUA BOA NEWS

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE