PUBLICIDADE Supermercado Vendão
GOVERNO DE MT

Governo credencia médicos para atenderem na perícia oficial em Vila Rica, Querência e Canarana

Segundo Mauro Mendes, há casos em que o corpo tem que ser levado até outro município para o exame de autopsia.

17/09/2019 11h28 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Governo credencia médicos para atenderem na perícia oficial em Vila Rica, Querência e Canarana

Reprodução

O Governo de Mato Grosso está credenciando médicos para atenderem na Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) em 17 municípios do Estado.

De acordo com o edital de credenciamento lançado nesta segunda-feira (16.09) pelo governador Mauro Mendes (DEM), os médicos não terão vínculo empregatício e prestarão serviços de perícias criminais, visando a realização de exames de lesão corporal, exames para constatação de violência sexual e exames de necropsia.

Segundo Mauro Mendes, há casos em que o corpo tem que ser levado até outro município para o exame de autopsia.

“O credenciamento será para aqueles locais em que o Estado não possui hoje a estrutura para prestar esse serviço. Nós temos casos de pessoas que tem óbito na cidade, e vou dar como exemplo o município de Colniza, a pessoa que morre em Colniza tem que ser deslocada até Juína para fazer o exame de autopsia. E isso pode demorar oito horas para que isso ocorra e o corpo possa retornar para o sepultamento”, contou.

O atendimento será nas cidades de Barra do Bugres, Brasnorte, Campo Verde, Canarana, Colíder, Colniza, Cotriguaçu, Guiratinga, Juara, Mirassol D’Oeste, Nova Bandeirantes, Nova Mutum, Paranatinga, Querência, Rosário Oeste, Sapezal e Vila Rica.

Ainda conforme Mendes, o Estado está impossibilitado de realizar concurso público, e essa foi a solução encontrada.

“Nós temos dezenas de cidades que o Estado não tem esse serviço. Nós estamos impossibilitados de fazer o concurso público, então a solução que nós encontramos foi fazer o credenciamento através de um treinamento que esses profissionais que se habilitarem, e foram credenciados, eles receberão esse treinamento e vão prestar, de maneira avulsa, esses serviços para o Estado.”

Os médicos receberão após a conclusão da perícia entregue no sistema laudo da Politec. O valor pago será de duas UPFs, de R$ 144, 43 por laudos de lesão corporal, duas para laudas de violência sexual, e quatro UPFs para laudos de necropsia, no valor total de R$ 577.72 reais.

O prazo de inscrição tem início 15 dias após a publicação do edital lançado e os interessados deverão preencher, em letra legível, o requerimento para credenciamento. O resultado da seleção será divulgado no site da Politec em até 30 dias após o envio da documentação.

FONTE: Izabella Araújo/VG Notícias

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE