PUBLICIDADE Supermercado Vendão
EDUCAÇÃO

Professores da Unemat aprovam estado de greve e aderem à paralisação unificada

Os profissionais também estarão na paralisação do dia 12.

08/02/2019 18h20 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Professores da Unemat aprovam estado de greve e aderem à paralisação unificada

Reprodução

PUBLICIDADE Skynet

Os professores da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat) aprovaram na quinta-feira (07), estado de greve e assembleia permanente contra o pacote de medidas proposto pelo governador Mauro Mendes (DEM), que foi aprovado pela Assembleia Legislativa, no mês passado. Os docentes também decidiram aderir ao ato unificado de várias categorias, que irão paralisar as atividades no dia 12 de fevereiro.

As assembleias conduzidas pela Associação dos Docentes da Unemat (Adunemat) aconteceram, simultaneamente, nos campi de Cáceres, Sinop/Colíder, Juara, Pontes e Lacerda, Nova Xavantina, Barra do Bugres, Tangará da Serra, Nova Mutum e Alto Araguaia.

Conforme Só Notícias já informou, os dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep) aprovaram, no último dia 4, em assembleia-geral, na escola Estadual Presidente Médici, na capital, o estado de greve contra o pacote de medidas. Os profissionais também estarão na paralisação do dia 12.

Este mês, os salários do funcionalismo público estadual foram novamente parcelados. A forma de pagamento será diferente da aplicada em janeiro. No dia 11 serão pagos todos os servidores ativos, aposentados e pensionistas que ganham até R$ 5 mil. No dia 14, o governo depositará mais R$ 1,8 mil para aqueles que não receberam a totalidade dos salários no primeiro pagamento. Já no dia 25, receberão os salários todos os servidores que têm remuneração acima de R$ 6,8 mil.

FONTE: Só Notícias

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE