PUBLICIDADE Supermercado Vendão
ENSINO FUDAMENTAL

Escolas tem até dia 23 para selecionar professor articulador

Poderão concorrer educadores de qualquer licenciatura, mas com experiência de dois anos em alfabetização.

08/02/2018 09h39 | Atualizada em 08/02/2018 09h42 84 acessos

Escolas tem até dia 23 para selecionar professor articulador

Mayke Toscano

PUBLICIDADE Skynet

A Secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) publicou nesta quarta-feira (07.02) portaria no Diário Oficial do Estado alterando a seleção para professor articulador do Ensino Fundamental para o ano letivo de 2018. Com a nova instrução, poderão concorrer professores de qualquer licenciatura, mas com experiência de dois anos em alfabetização.

A novidade será na carga horária. O articulador poderá trabalhar em regime de 30, 20 ou 10 horas semanais, conforme a necessidade.

O processo de atribuição de classes e/ou aulas para o professor articulador deverá ocorrer no período de 18 a 23 de fevereiro, no início do ano letivo. A portaria exige professor efetivo, mas na falta deste, poderá ser contratado um temporário.   

Conforme a Portaria nº 67/98, diagnosticada e comprovada a demanda de estudantes com defasagem de aprendizagem, cada unidade escolar de Ensino Fundamental urbana poderá ter direito a atribuir um professor articulador de aprendizagem, com regime de 30 horas semanais, no qual atuará com foco em alfabetização em linguagem e matemática para atender alunos a partir do 4º ano com defasagens de aprendizagem.

Segundo Ana Elisa do Nascimento, coordenadora do Ensino Fundamental da Seduc, as escolas com articulador já tiveram a demanda diagnosticada. Com isso, contarão com o profissional o que vai refletir na qualidade de ensino.

Ela lembra que as cargas horárias de 20 ou 10 horas semanais são exceções e vão obedecer a demanda em Escolas do Campo, Indígena ou Quilombola. “É uma carga horária conforme a quantidade de estudantes”, esclarece.

Para participar do processo seletivo, o professor tem que ter participado do processo de atribuição Seduc – PAS 2018. Após apresentar o plano de trabalho, o candidato será avaliado por uma banca formada pela equipe da gestão escolar, assessoria pedagógica e Cefapro.

FONTE: Adilson Rosa | Seduc-MT

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE