Politica

Mauro Mendes diz que quem preferiu não tomar vacinas contra a Covid-19 'Fez a opção de correr risco'

Segundo a SES, não faltam vacinas. A demanda continua sendo atendida conforme a solicitação de cada município.

30/06/2022 11h14 | Atualizada em 06/07/2022 19h39

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (União Brasil), afirmou em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (29), que quem não tomou a vacina contra a Covid-19 escolheu correr risco de vida.A fala do governador vem no momento em que as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) do estado estão 91% ocupadas com pacientes que não completaram o esquema vacinal.

Os dados foram divulgados pela Secretaria Estadual de Sáude (SES) nesta semana. “Essas pessoas fizeram a opção de correr risco. Se você corre risco, meu amigo, uma hora dá errado e pode dar para todas aquelas pessoas que continuarem insistindo nessa bobagem de não quererem tomar a vacina”, destacou.

Segundo a SES, não faltam vacinas. A demanda continua sendo atendida conforme a solicitação de cada município. A secretaria segue recebendo as doses do Ministério da Saúde e repassando aos centros de distribuição, como na rede de frio estadual e nos 15 escritório regionais de Saúde. Ao todo, são 646 mil doses, contendo Coronavac, Pfizer, Astrazeneca, Pfizer pediátrica e Janssen. Em Mato Grosso, a taxa de vacinação está em 73,88% da segunda dose, com 2.454.814 aplicações.

A campanha de imunização perdeu força com o relaxamento das medidas de biossegurança contra a propagação do vírus. Com a elevação no número de casos de Covid-19, a procura pelas vacinas voltou a aumentar. Na primeira dose, são 83,68% pessoas vacinadas, o que representa 2.780.213, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES). Em relação ao reforço vacinal foram aplicadas 1.016.440 doses.

FONTE: Redação de Jornalismo da Eldorado FM

PUBLICIDADE